Inline
sexta-feira, setembro 21#SoumaisoPolêmico

Andrés rebate presidente do Flamengo por críticas a sorteio de árbitro: “Está preocupado com campanha eleitoral”

Dirigente do Corinthians diz que reclamação de Bandeira de Mello antes de decisão é absurda

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, rebateu com veemência as críticas de Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, em relação ao sorteio da arbitragem para a partida entre os clubes, nesta quarta-feira, às 21h45, no Maracanã, pela semifinal da Copa do Brasil.

Segundo o dirigente do Corinthians, as declarações de Bandeira foram absurdas e representam um desprestígio ao futebol brasileiro.

Andrés Sanchez entende que o presidente do Flamengo tem objetivos políticos com tal atitude. Bandeira de Mello é candidato a deputado federal no Rio de Janeiro.

Andrés Sanchez, antes do clássico contra o Palmeiras, no último domingo (Foto: Marcos Ribolli)

Andrés Sanchez, antes do clássico contra o Palmeiras, no último domingo (Foto: Marcos Ribolli)

– Um dos problemas do futebol brasileiro é presidente que nunca ganhou nada e começa a colocar problemas em terceiros para se justificar. Árbitros acertam e erram. Os que erraram a favor do Flamengo não vão mais poder apitar jogos deles? – declarou o corintiano, que ainda completou:

– É um absurdo o presidente do Flamengo ficar reclamando de um árbitro que errou contra eles. O que ele está preocupado é em fazer campanha. Até porque, se ele quer ser candidato, ele deveria se afastar do cargo (de presidente do clube).

Indagado sobre a relação entre as críticas ao sorteio do árbitro e a campanha política, Andrés se justificou:

– Se ele não ganha um título pelo Flamengo, como vai ser eleito? O Bandeira precisa ter mais respeito com as pessoas

Por sorteio, Bráulio da Silva Machado apitará o confronto de ida da semifinal da Copa do Brasil. em junho deste ano, o árbitro catarinense foi alvo de críticas dos rubro-negros após o confronto entre Flamengo e Palmeiras. Na época, Bandeira questionou a falta de critério do árbitro e citou especificamente o lance de uma entrada dura de Felipe Melo em Vinicius Junior, punida com cartão amarelo. O presidente disse que o jogador alviverde deveria ter ”saído de camburão do estádio”.

Houve também questionamento em relação ao acréscimo de tempo. O árbitro encerrou a partida antes do que havia assinalado após a expulsão do goleiro alviverde Jaílson. A partida foi encerrada quando o Rubro-Negro tinha a bola, causando irritação do lado dos cariocas. Com a arbitragem contestada, houve confusão e expulsões.

Em abril deste ano, Andrés já havia entrado em atrito público com Bandeira por conta de uma suposta investida do Flamengo sobre o meia Rodriguinho e o técnico Fábio Carille. Porém, questionado sobre a relação com o cartola rubro-negro, o presidente corintiano disse não ter problemas com ele.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *