Inline
domingo, outubro 21#SoumaisoPolêmico

Combatendo o Crime: Operação Teixeira Livre continua e Polícia Civil divulga resultados

Teixeira de Freitas: A operação Teixeira livre foi desencadeada no dia 11/07 e desde então não morreu mais ninguém em Teixeira de Freitas, relacionado ao Tráfico de Drogas. Segundo dados da 8ª COORPIN, houve uma redução no número de homicídios, de 15 homicídios no mês de junho, para 04 homicídios em julho, isso porque a Operação foi iniciada já no fim da quinzena de julho, no dia 11.

Em relação ao inquérito policial que investiga os homicídios tentados de um Adolescente”; Welder Silva de Souza e Joelso Oliveira Rodrigues houve representação pela Prisão Preventiva e Busca e Apreensão de suspeitos, sendo cumpridos 15 dos 20 mandados. Os mandados foram cumpridos nos Presídio, contra internos que estavam ligados aos crimes e vinha sendo investigados, sendo eles, os líderes do “Grupo do Flavão”: Flávio Oliveira Santana, o “Flavão”, “Barão” ou “Batixó”;  Rodrigo de Jesus Melo, o “Jota”, “Japão” ou “Perigo”; Regigrei de Souza Santos, “Io”;  Valdo Bentinho da Silva, o “Bujão” ou “Bilula”; Marinaldo Constância de Jesus, O “Manau”;  Roberto Lima Rocha, o “Beto Branco” ou “Betinho” e Everaldo Santos Alves, o “Molusco”.

Foram cumpridos, também, Mandados de Prisão Preventiva pela Polícia Civil e Militar durante os desdobramentos da operação Teixeira Livre, durante os períodos preparatórios e posteriores os seguintes integrantes do Grupo de Flavão: Alessandro Santos Aragão, o “Leleu”; Flávio Lucas dos Santos, o “Flavinho”; Ney Alves de Araújo, o “Abidias” ou “Babidi”; Maxuel Moraes dos Santos; Anderson Coelho Ferreira, o “Formigão do Liberdade”; Charles de Jesus Santos, o “Charlin”; Jackson Soares Aguilar, o “Jacó”; Silvemarcos Macedo Reis, o “Silvinho”.

Em relação ao inquérito policial que investiga o homicídio consumado de Walas de Jesus Santos e os homicídios tentados de Mateus Jesus dos Santos, o “Tielo Batara”; Carlos André Neves Pereira, o “Dedé” ou “Gia” e Paulo Costa Pereira, o “Paulinho, foram cumpridos 07 dos 20 Mandados de Prisão Preventiva, Busca e Apreensão. Neste inquérito foram cumpridos Mandados de Prisão Preventiva no Presídio, em desfavor de Roberto Ribeiro dos Santos, o líder do Grupo que leva o seu vulgo “Beto Carroceiro”.

Foram cumpridos ainda Mandados de Prisão Preventiva pela Polícia Civil e Militar durante os desdobramentos da operação, durante os períodos preparatórios e posteriores os seguintes integrantes do Grupo de Beto Carroceiro”: Géssica Gomes de Souza; Maria Bernarda da Silva Gomes, a “Nêga”; Tairone de Jesus Gomes e Valdenilton de Oliveira Silva, o “Colê”. Alguns dos integrantes do Grupo de Beto Carroceiro se entregaram à polícia, sendo cumpridos Mandados de Prisão Preventiva em desfavor de Sérgio Gonçalves dos Santos, o “Frangão” e Rodrigo Oliveira Costa, “Rodriguinho”.

Segundo a Polícia Civil, mais da metade dos mandados foram cumpridos, e a Polícia Civil e Militar trabalham diuturnamente para dar cumprimento ao restante dos mandados. Os delegados do Núcleo de Homicídio e Tráfico, Manoel Andreetta e Bruno Ferrari, reforçam que a apresentação espontânea dos procurados na Operação Teixeira Livre traz benefícios jurídicos para quem se apresenta, pois demonstra colaboração com a Justiça.

Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *