quarta-feira, janeiro 29#SoumaisoPolêmico

Idoso golpista tenta aplicar golpe em Agência Bancária em Teixeira e acaba preso pela Polícia Militar

Teixeira de Freitas: Homem é preso em Agência Bancária em Teixeira de Freitas tentando fazer saque com documento falso, em nome do proprietário de uma conta residente no Estado de São Paulo, e que se encontra viajando para o exterior. A Central do CICOM/190 foi acionada na tarde desta terça-feira, 14 de janeiro, através da gerência do Banco Santander, informando sobre a tentativa de um saque no valor de R$ 25 mil reais, com indícios de que o suspeito estaria portando uma carteira de identidade falsa e cartões em nome de um cliente de uma de suas agências no Estado de São Paulo.


Uma guarnição da Polícia Militar se deslocou para averiguar a denúncia, e com a chegada dos militares, o suspeito conseguiu se desfazer dos cartões que teria apresentado para o caixa do banco. A Polícia acredita que ele estaria na companhia de uma segunda pessoa, pois, os cartões não foram encontrados. Já a cédula de identidade, que teria ficado retida pela gerência da agência, foi apresentada para os PMs, que confirmaram através da foto que se tratava da pessoa apontada como suspeita.

Ao fazerem uma revista, foi encontrado outra identidade, em nome do acusado, que foi identificado como, Erivaldo de Souza Almeida, 64 anos. A identidade do Erivaldo foi confirmada, posteriormente, através dos peritos do DPT, que realizaram consulta no banco de dados do Sistema Integrado das Forças Policiais. O acusado foi conduzido para a Delegacia Territorial, e apresentado para o delegado de plantão, Charlton Bortolini. Com a confirmação dos peritos, que constataram a falsidade na documentação, ele foi flagranteado por uso de documento falso.

O acusado foi encaminhado para a carceragem, e ao passar por uma nova revista, foi encontrado dentro de uma das meias que ele estava usando, o valor em espécie de R$ 2.540,00 (dois mil e quinhentos e quarenta rais), que foi juntado aos autos do inquérito policial, ficando à disposição da Justiça.

Por: LN

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *