Inline
sábado, maio 25#SoumaisoPolêmico

No Mineirão, Atlético-MG perde para o Cerro Porteño e deixa campo vaiado

No reencontro com o Gigante da Pampulha, Galo não consegue jogar bem e sai derrotado na estreia do Grupo E; Churín marca o gol dos paraguaios no Mineirão

Melhores momentos de Atlético-MG 0 x 1 Cerro Porteño pela 1ª rodada da Libertadores

  • No reencontro do atleticano com o Mineirão, a festa foi toda do Cerro Porteño. Mesmo com quase 40 mil vozes jogando contra, o time paraguaio teve uma atuação tática praticamente impecável e venceu o Atlético-MG por 1 a 0. Diego Churín, que foi oferecido ao Galo no começo do ano, fez o gol da vitória paraguaia. O time alvinegro deixou o campo sob muitas vaias. Os laterais Fábio Santos e Patric foram os principais alvos.

  • Atuações do Atlético-MG
  • PRIMEIRO TEMPO

    O Atlético aproveitou a pressão da torcida para tentar fazer valer sua força. O time alvinegro até balançou as redes, com Cazares, mas o gol foi corretamente anulado pelo árbitro, que assinalou jogada em dois lances, mas a bola foi direta para o gol. Os dois times criaram boas chances nos 45 minutos iniciais, mas sem sucesso para tirar o zero do placar.

  • Análise do treinador
  • SEGUNDO TEMPO

    Assim como no primeiro tempo, o Galo começou em cima, mas diminui o ritmo aos poucos. Com a bateria acabando e o nervosismo tomando conta, o Cerro Porteño passou a aproveitar os espaços e achou o gol aos 32 minutos, com Diego Churín, que aproveitou um buraco na defesa para fazer 1 a 0. O Galo até tentou emplacar uma pressão final, mas sem sucesso para o empate.

  • Repercussão no Paraguai
  • DE VOLTA AO MINEIRÃO

    Após 574 dias, o Atlético-MG voltou ao Mineirão como mandante, mas o retorno não foi nada agradável. 38.736 torcedores foram ao Gigante da Pampulha e viram uma atuação bem ruim da equipe alvinegra, que perdeu na primeira partida do Grupo E e, caso não vença no Uruguai, na semana que vem, pode se complicar na Libertadores.

    Jogadores do Cerro Porteño comemoram o gol

    Jogadores do Cerro Porteño comemoram o gol (Foto: EFE / Yuri Edmundo)

  • Gols polêmicos

    A partida teve três bolas na rede com polêmica. Logo início do jogo, Cazares cobrou uma falta direta para o gol e marcou, mas o árbitro não validou a jogada. Ele assinalou lance em dois toques, mas a bola entrou em cobrança direta. No segundo tempo, Diego Churín estava em posição irregular no gol do Cerro, mas o assistente não marcou impedimento e validou o lance. No fim, já em desvantagem, Ricardo Oliveira empatou para o Galo, mas estava em posição de impedimento. O assistente acertou ao anular a jogada, decretando a vitória paraguaia.

  • PRÓXIMA RODADA DO GRUPO E

    A segunda rodada do Grupo E da Libertadores acontece já na próxima semana. O Atlético vai até o Uruguai (pela terceira vez neste ano) para enfrentar o Nacional-URU, na terça-feira, às 21h30, no estádio Parque Central. Já o Cerro Porteño recebe o Zamora-VEZ, no dia seguinte, às 19h15. Antes do duelo pela Libertadores, o Galo volta a campo pelo Campeonato Mineiro neste sábado, quando encara o Patrocinense, fora de casa.

  • Serviço completo

    O Cerro Porteño seguiu o roteiro de outros clubes e deixou limpo o vestiário do Mineirão. Nas redes sociais, fez um agradecimento ao Atlético: “Obrigado pela hospitalidade”.

    Cerro Porteño deixa limpo o vestiário do Mineirão após jogo com Atlético-MG

    Cerro Porteño deixa limpo o vestiário do Mineirão após jogo com Atlético-MG (Foto: Twitter Cerro Porteño)

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *