sexta-feira, setembro 21#SoumaisoPolêmico

Pacientes que perderam a visão após cirurgia de catarata serão indenizados em Eunápolis

Eunápolis: Nesta quinta-feira (30), o Ministério Público Estadual (MPE), fechou um acordo com os dois médicos responsáveis pelo mutirão de catarata que deixou pacientes cegos ou com perda parcial da visão em Eunápolis. Foi realizada uma reunião com os advogados dos médicos, ficando decidido que cada uma das 42 pessoas prejudicadas pelos procedimentos deve receber R$ 25 mil de indenização.

Na semana passada o Ministério Público estava pedindo R$ 40 mil para cada paciente, mas os advogados alegaram falta de recursos financeiros dos seus clientes e negaram a proposta. Em contrapartida foi feita a proposta de R$ 25 mil, que terminou aceita pelos pacientes.

Caso: Conforme o Ministério Público Estadual (MPE), o mutirão de cirurgia de catarata foi realizado em julho de 2009, em uma clínica particular contratada pela prefeitura de Eunápolis. Os dois médicos que atuavam no local chegaram a fazer 20 procedimentos por dia.

Segundo o MP, 73 pessoas foram atendidas durante o mutirão, sendo que 42 perderam a visão ou tiveram o sentido parcialmente prejudicado por conta das cirurgias. Laudos apontam que os pacientes foram infectados pela bactéria, que tem o solo como ambiente de origem. Conforme os laudos, os médicos não tomaram cuidados de higiene durante os procedimentos, como o uso de toucas na cabeça e nos pés, além de aventais cirúrgicos nos pacientes.

Fonte: TN

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *