Inline
quarta-feira, março 20#SoumaisoPolêmico

Pavimentação da BR-163 até Santarém e Miritituba deve ser concluída em 2019, diz ministro da Infraestrutura

Ministério da Infraestrutura

Em visita a Santarém, oeste do Pará, na tarde desta sexta-feira (1), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, anunciou que as obras de pavimentação da BR-163 – dos 51 km até o distrito de Miritituba, em Itaituba, e os 58 km que faltam até Santarém -, excluindo o trecho da BR-230, devem ser concluídas até o final de 2019.

“A gente sai daqui muito otimista com relação à pavimentação da BR-163. Estabelecemos uma meta de terminar a pavimentação até Miritituba até o final de 2019 e acredito que há a mesma possibilidade para o trecho que vem aqui para Santarém. Então, nós vamos dar um grande impulso, no Pará esse é o nosso grande compromisso, a conclusão da pavimentação da BR-163. Nossa expectativa é trazer o presidente Bolsonaro aqui para a inauguração”, disse Tarcísio Gomes.

Ministro de Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas com prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, vice-prefeito José Maria Tapajós e Adriano Maraschin (esquerda) e o secretário regional de Governo do Baixo Amazonas, Henderson Pinto (direita) — Foto: Geovane Brito/G1

Ministro de Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas com prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, vice-prefeito José Maria Tapajós e Adriano Maraschin (esquerda) e o secretário regional de Governo do Baixo Amazonas, Henderson Pinto (direita) — Foto: Geovane Brito/G1

Na região desde quinta-feira (31), o ministro percorreu a BR-163 praticamente em toda a extensão no Pará. A visita tinha duas finalidades:

  1. Observar o funcionamento da Operação Radar que foi projetada por vários ministério do Governo Bolsonaro para garantir que a safra chegasse aos portos do Arco Norte da melhor forma possível.
  2. Verificar a preparação das empresas e do Exército para o período do verão. “Nessa época de inverno a gente tem que produzir material, para que no início do verão a gente comece a atacar as obras”, frisou o ministro.

Sobre a Operação Radar, o ministro disse que está funcionando dentro do planejado. “Não temos nenhum problema de retenção. Quando chove os postos de controle de trânsito estão segurando o fluxo um pouquinho para dar tempo de fazer a manutenção corretiva daqueles trechos ainda não pavimentados”.

Privatização

Durante a visita a Santarém, o ministro Tarcísio Gomes disse que há um estudo bastante adiantado para fazer a concessão da BR-163 até Miritituba, o que ele considera ser bom, porque libera recursos para o governo aplicar na Transamazônica, no trecho até Santarém.

Atoleiros na rodovia BR-163 no Pará em 2018 — Foto: Ezequiel Ribeiro/Arquivo Pessoal

Atoleiros na rodovia BR-163 no Pará em 2018 — Foto: Ezequiel Ribeiro/Arquivo Pessoal

“A gente teria fôlego financeiro para fazer outras obras importantes para o Estado do Pará. A gente verificou que há movimento para isso. A gente até checou até a aderência da modelagem do projeto com o que a gente viu em campo. Em breve a gente deve anunciar essa concessão. Deve fazer a qualificação com prioridade nacional já na primeira reunião do conselho do programa de parceria de investimentos. Vamos fazer uma revisão final desses estudos, e se tudo der certo, até o final do primeiro semestre a gente deve lançar o edital der consulta pública para concessão”, disse Tarcísio Gomes.

Acredito que a concessão do trecho da BR-163 até Miritituba deve ocorrer em 2020.
— Ministro Tarcísio Gomes

Segundo o ministro, os recursos disponíveis para investimentos na região oeste do Pará em 2019 são da ordem de mais de R$ 200 milhões.

Manutenção

O 8º BEC tem a responsabilidade de fazer a manutenção no trecho entre Santarém e Rurópolis, são cerca de 219 km. Entretanto, a principal obra é o asfaltamento no trecho entre os municípios Moraes Almeida e Novo Progresso, são cerca de 65 km dentro da BR-163. “É o que está faltando ser asfaltado excluindo a BR-230”, informou comandante do batalhão, tenente-coronel Marcello Linhares.

O diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), general Santos Filho, que acompanha a comitiva de Tarcísio Gomes na viagem ao oeste do Pará, informou que toda a BR-163 está coberta por contratos de manutenção. Segundo ele, os recursos de 2019 estão sendo liberados agora e serão empregados de imediato e a parte de construção que envolve a BR-230 e o trecho até Miritituba vão ganhar um ritmo mais intenso.

Projetos para Santarém

O prefeito Nélio Aguiar aproveitou a passagem do ministro de Infraestrutura por Santarém, e foi ao seu encontro no quartel do 8º BEC, onde fez a entrega de uma pauta de reivindicações. “Reunimos com o setor produtivo e elaboramos um documento conjunto com pautas como a pavimentação da BR-163, a construção de um viaduto na avenida Moaçara com a Cuiabá, a ampliação do trecho urbano da Cuiabá-Santarém até o porto da CDP. E também solicitamos a ampliação do porto da CDP e a construção do novo terminal de passageiros do aeroporto de Santarém. Agora está tudo nas mãos do ministro”, frisou.

Prefeito Nélio Aguiar entregou ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes, documento formulado com setor produtivo para execução de obras em Santarém — Foto: Débora Rodrigues/TV Tapajós

Prefeito Nélio Aguiar entregou ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes, documento formulado com setor produtivo para execução de obras em Santarém — Foto: Débora Rodrigues/TV Tapajós

Para Nélio, a vinda do ministro à região logo no início do novo governo é um indicativo de que o Oeste do Pará finalmente está sendo visto. “A gente não se via como prioridade. A vinda do ministro é importante. Temos projetos parados há muitos anos em Brasília. É momento de resgatar isso daí, para que as obras importantes para o município de Santarém aconteçam”, finalizou.

Ministro Tarcísio Gomes foi acompanhado por autoridades de Santarém em visita ao local onde está sendo construído o Terminal Hidroviário do município — Foto: Geovane Brito/G1

Ministro Tarcísio Gomes foi acompanhado por autoridades de Santarém em visita ao local onde está sendo construído o Terminal Hidroviário do município — Foto: Geovane Brito/G1

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *