sexta-feira, setembro 20#SoumaisoPolêmico

Polícia Cidadã: Parceria entre a Secretaria de Educação e a Polícia na Luta para Salvar Vidas em Teixeira e região

Teixeira de Freitas: O mês de agosto foi marcado pela presença maciça da Polícia nas salas de aula, não para o trabalho ordinário, mas para a promoção de palestras e conversas informais com os alunos de diversas Escolas de Teixeira e região, mostrando uma nova abordagem sobre temas como Segurança Pública, Educação Moral e Cívica e Projetos Sociais, tendo como objetivo fomentar a ideia dos princípios e valores necessários à convivência em comum, a valorização e o resgate da pessoa humana, enfim, o amplo debate a respeito do complexo tema da criminalidade, que atinge em cheio os jovens e adolescentes, principalmente das camadas sociais menos favorecidas, considerados pelas estatísticas, os alvos mais vulneráveis

A abordagem inicial nasceu do Projeto Paz nas Escolas, desenvolvido pela Secretaria de Educação para as Escolas de Teixeira de Freitas, tendo à frente o Secretário Hermon Freitas, auxiliado pelos educadores Marcílio Costa, Robson Lima, Sérgio Campos e Josualdo Santos, figurando ainda como convidado especial o Delegado da Polícia Civil, Manoel Andreetta, responsável pelo NHT – Núcleo de Homicídios e Tráfico do Município.

Nesse contexto, várias escolas municipais foram contempladas nos diversos bairros de Teixeira, entre elas a Escola Clélia Pinto, no Santa Rita (que está adotando o modelo com disciplina militar); Gessé Inácio, no Redenção; São Gerando, no Tancredo Neves; Geni Guerra, no Colina Verde e Amigos de Aracruz, no Liberdade, projeto que, dada a receptividade positiva entre os envolvidos, será ampliado para as demais Escolas, não só deste Município, como em toda a região, a exemplo da Escola Municipal José Rosa, situada no Município de Vereda, onde o delegado Andreetta promoveu um debate, juntamente com a Polícia Militar local, por meio do CB Cosme, o CB Almeida e o SD Rodrigues.

Segundo o delegado Andreetta, “o objetivo é plantar uma semente no coração de cada estudante, trabalhar com os jovens antes que o crime aconteça, dar a eles uma chance de escolha, conscientizar sobre a noção de educação, moralidade e cidadania, dentro dos princípios de hierarquia e disciplina familiar, permitindo que esse jovem desenvolva todo o seu potencial longe da criminalidade, melhorando sua convivência em sociedade e, consequentemente, sua qualidade de vida”.

Para o Delegado Andreetta, “o trabalho no NHT se restringe em recolher os corpos das vítimas envolvidas e a prender os criminosos responsáveis, em um complexo contexto de diligências, investigação e a produção de provas dentro de um Inquérito Policial”. Contudo, “a participação da Polícia no Projeto Paz nas Escolas vem permitindo quebrar o estigma do (policial malvado) aproximando-o da comunidade, no momento em que o jovem compreende o papel da Polícia e percebe que atrás do personagem mitológico, existe a figura humana”.

Essa semana, o Projeto aconteceu na Escola Amigos de Aracruz, no Bairro Liberdade. E a direção da escola elogiou muito esta palestra, que foi muito gratificante. “A palestra quebrou tabus, tirou esse mito de distanciamento entre a polícia e a comunidade, e a receptividade dos alunos foi muito grande. Foi uma palestra maravilhosa, e as portas da nossa escola estará sempre aberta. Parabéns à humildade do delegado Andreetta, a sabedoria dele em tocar em assuntos tão importantes para alertar esses jovens para caminhar sempre no caminho do bem”, disse a diretora da escola.

Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *